fbpx
Como a mobilidade elétrica pode ajudar o FM

O tema do FM Tactics, realizado pela ABRAFAC, contou com a apresentação de Frank Eulderink, fundador da plataforma para veículos elétricos “Rodaverde.com” e Igor Cordeiro, consultor de energias renováveis com enfoque em energia solar fotovoltaica.

Já imaginou quais são as opções disponíveis no mercado para instalar carregadores para veículos elétricos? O FM Tactics, realizado pela ABRAFAC, “Como a mobilidade elétrica pode ajudar o FM”, destrinchou o assunto diante do cenário brasileiro, apontando os investimentos necessários, os benefícios e os desafios para o setor de Facilities.

De acordo com Frank Eulderink, consultor financeiro (transformações digitais e RPA em finanças), diretor financeiro da Gaia Electric e fundador da plataforma para veículos elétricos ´Rodaverde.com´, a importação e instalação de carregadores para a mobilidade elétrica está em um momento de forte crescimento com o surgimento de veículos sustentáveis, ajudando a reduzir o aquecimento global.

Segundo dados da FGV Energia, já existem no mundo mais de 5 milhões de veículos elétricos, sendo que a China lidera essa tendência, representando 51% do total. Nos Estados Unidas e Europa o crescimento é exponencial, e no Brasil, apesar dos apenas 7 mil exemplares elétricos e híbridos, o potencial é gigantesco”, apontou Eulderink.

Em sua visão, as expectativas brasileiras sugerem que os veículos elétricos representarão uma parcela significativa das vendas, atingindo cerca de 150 mil unidades em 2025, estimulado pela criação do programa ´Rota 2030 ´, iniciativa do governo incentivando a mobilidade elétrica.

O Brasil ainda não possui infraestrutura para receber esta demanda e isso criará oportunidades óbvias para o FM. No futuro (próximo), planejar a infraestrutura para veículos elétricos será tão necessário como planejar para elevadores”, prevê o consultor.

Apesar de não termos uma significativa frota eletrificada, uma ´revolução silenciosa´ na mobilidade urbana está acontecendo com um rápido crescimento de pequenos veículos elétricos como e-bikes, e-patinetes e e-scooters. “Os estabelecimentos atuais não possuem infraestrutura adequada para carregamento, resultando em inconveniências para moradores, condôminos e centralização indesejada do custo das recargas. Mas, já existe uma solução simples, completa e inovadora que foi apresentada no webinar”, revela.

Igor Cordeiro, engenheiro e administrador, especialista em capacitação profissional em energias renováveis e sustentáveis com enfoque em energia solar fotovoltaica, complementa: “além da solução para e-bikes, existe um mercado pujante para vários tipos de carregadores. Em geral, um carro pode ser carregado em uma tomada normal por 10 horas, mas carregadores externos, de ´simples´ até ‘rápidos’ (fast charging) permitem cargas em até menos de 30 minutos. Para a gestão de facilities há várias opções para oferecer esta infraestrutura como ´vagas verdes´, um diferencial de marketing e geradores de receita adicional.

Para Cordeiro, uma solução interessante e ´100% verde´ é combinar as estações de recarga com energia solar, assim os veículos podem ser carregados com energia limpa e renovável com custos muito inferiores aos convencionais. “Instalar infraestrutura para veículos elétricos é interessante para o FM? Sim, com certeza! É um grande diferencial de marketing, atraindo clientes e novas gerações, integrando edifícios com a mobilidade urbana (smart building), além de criar oportunidades para gerar receita com investimentos relativamente baixos”, finaliza.


SEJA UM ASSOCIADO ABRAFAC E TENHA ACESSO EXCLUSIVO AO
CONTEÚDO DA BIBLIOTECA E AOS EVENTOS ABRAFAC.
CLIQUE AQUI E ASSOCIE-SE!

Fechar Menu
×

Carrinho