fbpx
Uma lacuna no mercado ou um mercado na lacuna?

O mercado corporativo atualmente se encontra em processo contínuo de otimização de recursos operacionais e, com a escassez do mercado da construção civil, uma grande parcela de profissionais deste segmento estão se moldando para os novos desafios do mundo corporativo e se encantando pelo segmento promissor de Facilities.

Luiz Henrique Silva Fernandes

O National Institute of Building Sciences (NIST) estima que os custos de construção de um empreendimento imobiliário representam cerca de um terço dos custos de operação e manutenção do mesmo empreendimento, considerando um ciclo de vida de uma edificação na ordem de 30 anos.

Nessa ótica, surgem pontos que se destacam no atual cenário econômico nacional e que são importantes temas nacionais. As recentes iniciativas do governo federal para promover concessões objetivando investimento em infraestrutura tendem a aquecer o mercado da construção civil no curto e médio prazo, mas, não conseguirão absorver de forma plena toda a rede de profissionais que perderam seus empregos no ramo da construção civil nos últimos cinco anos. Ora, então não há oportunidades no mercado para estes profissionais?

Recentemente foi noticiada a crescente oferta de síndicos profissionais no país, um mercado que, só na região metropolitana de São Paulo, movimenta um montante da ordem de R$3 Bilhões por mês e emprega 250 mil pessoas diretamente.

Aqui inicio as reflexões acerca do tema onde, um empreendimento imobiliário dura em média dois anos para sua construção, gerando muitos empregos, mas, a manutenção e operação desses empreendimentos perpetua emprego e renda durante todo o ciclo de vida dessa edificação. É fato que durante os últimos nove anos muito foi construído, talvez não seja a hora de cuidar do montante investido?

Muito se vê nos noticiários sobre acidentes em edifícios residenciais e comerciais, seja por imperícia, seja por imprudência, ocasionando a perda do patrimônio da vida de um pequeno ou médio empreendedor, ou até mesmo de um grupo familiar. Alguns destes acidentes ocasionando a perda de vidas. Aqui pontuo que, de um lado, temos edificações residenciais ou comerciais de pequeno, médio ou grande porte, carentes de assistência técnica na conservação desses bens patrimoniais. Do outro lado temos profissionais desempregados que detém expertise das mais diversas especialidades da construção civil, mas que não se enxergam fora do contexto de “funcionário”, e não se lapidam para o insight empreendedor de transformar sua bagagem profissional em produtos e serviços para a geração de renda e emprego.

Certa vez vi um perfil na minha timeline descrevendo, de forma poética e muito coesa, o drama do desemprego e sua luta diária para continuar lutando por oportunidade.

No momento que li o post, o mesmo havia nada mais nada menos que seis mil curtidas, o que me deixou intrigado a fazer um apontamento em forma de comentário: Cara colega, você viu o potencial de alcance das suas análises nas redes sociais? Talvez você não esteja olhando para o lado errado? Talvez você tenha pleno potencial de gerar sua própria renda na geração de conteúdo na web?

Assim vejo o universo imenso e diversificado de facilities, seja na geração de conteúdo, seja capacitação profissional, seja no fortalecimento de toda a cadeia que abastece os gestores condominiais, seja na própria gestão de empreendimentos pequenos, médios ou de grande porte. Sem sombra de dúvidas, é um segmento que perpetua emprego e renda e traz à tona o lado empreendedor de quem atua no ramo de gestão condominial.

Afinal, existe uma lacuna no mercado ou um mercado na lacuna?


Luiz Henrique Silva Fernandes é formado em Engenharia Elétrica com especialidade em sistemas de potência pela Universidade Federal de Uberlândia, MG. Pós-graduado com MBA em gerenciamento de projetos de Engenharia e Arquitetura pelo Instituto de Pós-Graduação IPOG e MBA em Finanças, Controladoria e Auditoria pela Fundação Getúlio Vargas, FGV. Possui 10 anos de experiência do gerenciamento de equipes de manutenção de infraestrutura em órgãos públicos e privados, além da atuação com soft services e gestão de contratos terceirizados de mão de obra.


SEJA UM ASSOCIADO ABRAFAC E TENHA ACESSO EXCLUSIVO AO
CONTEÚDO DA BIBLIOTECA E AOS EVENTOS ABRAFAC.
CLIQUE AQUI E ASSOCIE-SE!

Fechar Menu
×

Carrinho