Cerimônia destaca vencedores do 15º Prêmio ABRAFAC Melhores do Ano de 2020

Ao todo, foram oito trabalhos premiados com o primeiro lugar – um em cada categoria. A celebração foi transmitida ao vivo no YouTube da associação.

A cerimônia do 15º Prêmio ABRAFAC Melhores do Ano de 2020 celebrou os vencedores da premiação na noite desta quinta-feira, 05 de novembro. A solenidade foi transmitida ao vivo no YouTube da associação. O evento de premiação pode ser acessado aqui.

Na abertura, o presidente da ABRAFAC, Thiago Santana, enfatizou que o prêmio deste ano foi marcado por questões de resiliência e de consistência. “As organizações, os profissionais que vêm insistindo no incentivo de suas pessoas, de suas empresas, na prospecção de novas formas de trabalho e de melhores práticas no seu ambiente de negócio consistentemente também vêm se destacando nos seus segmentos. Nada mais justo do que a ABRAFAC – Associação Brasileira de Facility Management, Property & Workplace celebrar estas conquistas, em um ano tão complexo”, disse Thiago.

A premiação é realizada há 15 anos pela ABRAFAC. O objetivo é promover conhecimento e valorização de projetos feitos por profissionais e empresas do setor de Facility Management. Além disso, o prêmio estimula a produção e disseminação de casos de sucesso dentro do segmento.

“Esse ano foi diferente, ímpar, mas de muita resiliência. Mesmo assim, nós tivemos muitos trabalhos. Foram 42 trabalhos inscritos, representantes de seis estados no prêmio e mais de 5.500 votos na fase de votação online, que substituiu a votação que a gente fazia no jantar”, detalhou o diretor secretário, Ricardo Crepaldi.

“Foi um ano de resiliência, mas a parte importante é que nós conseguimos vencer tudo isso. O momento que a gente tinha que passar a gente está passando e superando. Eu tive que alterar o prêmio, alterar datas, porque estávamos em um período de pandemia e não sabíamos que isso ia acontecer. A gente achava que ia passar mais rápido, mas não foi. Só que estamos aqui e foi o que é o prêmio: o compartilhamento dessas informações, os trabalhos em prol do nosso setor de FM e isso me deixa muito feliz”, afirmou também Crepaldi.

Participando do evento de forma virtual, Paulo Antoniolli, que coordenou o Prêmio ABRAFAC, considerou: “O objetivo é gerar conhecimento, o conhecimento prático. Porque a gente tem outras formas, como a USP que gera conhecimentos acadêmicos, aqui as coisas são bem práticas. Nesse sentido, todos os que participaram e colocaram os trabalhos aqui são vencedores. Por uma mera formalidade, alguém em cada categoria vai receber um destaque um pouco maior. Neste ano, os membros do júri a gente pegou do próprio Conselho Deliberativo, por conta da pandemia”.

“Nosso corpo de jurados se dedicou bastante, por várias semanas, leram todos os trabalhos e fizeram todas as análises”, completou a Head de Facility Management no SESC e conselheira da ABRAFAC, Irimar Palombo. “Foi um ano atípico, mas para nós foi um ano ótimo, esquecendo o lado triste de toda essa situação, para a ABRAFAC foi sensacional, cumprimos os objetivos, fizemos um congresso super visto e muito participativo e agora o prêmio também. Isso é um pouco do reflexo do protagonismo da área de Facilities nesse ano. Apesar de toda a crise gerada, eu acho que é nítido o que aconteceu com essa área. A gente auxiliou em todo esse processo”, sublinhou também Irimar, sobre a premiação.

O evento contou ainda com a participação dos ex-presidentes da ABRAFAC Luciano Brunheroto, Francisco Abrantes, Marcos Maran e Amilcar João Gay Filho, que relembram a premiação em suas respectivas gestões.

VENCEDORES

Confira abaixo os trabalhos vencedores:

CATEGORIA: Inovação Acadêmica

Alex Ferreira Gonçalves – The Dark Side of Home Office: Going beyond Myths

“A motivação do trabalho era curiosidade de explorar o outro lado do home office. Os trabalhos acadêmicos antigos, mais tradicionalistas, avaliavam somente os aspectos positivos. A ideia era dar uma ênfase nesse equilíbrio, os pontos positivos e negativos da prática, antes da pandemia, porque o objetivo do trabalho era avaliar o impacto do home office, não como plano de contingência, mas como uma prática rotineira nas organizações.”

CATEGORIA: Suprimentos

Wilson Olivo Junior – Robert Bosch Ltda. – Projeto Bundling MDS – Uma nova Visão na Gestão de Contratos de Manutenção

“Nós entendemos que o contrato de manutenção poderia ser melhorado, trazendo ainda uma maior satisfação aos clientes, aos usuários, que utilizavam a infra e as utilidades da planta Bosch Campinas. O time se sentiu motivado a buscar essa melhoria e mergulhamos fundo do projeto. Esse projeto para nós foi um grande exemplo de que nós não devemos nos dar por satisfeitos com os resultados obtidos, mas sempre nos esforçar para fazer ainda mais e melhor.”

CATEGORIA: Gestão Imobiliária e Propriedades

Vencedor:

Gianlucca Oliveira – Cushman & Wakefield – O uso de Drones no Gerenciamento de Propriedades

“É uma boa ideia a ser compartilhada, traz inovação, tecnologia e essa boa prática pode ser reproduzida em outros empreendimentos, para agregar através do uso da tecnologia uma segurança maior para os empreendimentos.”

Segundo colocado:

Daniel Abbriata – Hospital Albert Einstein – Implantação de Mall no Ambiente Hospitalar

 

CATEGORIA: Serviços

Vencedor:

Luis Alberto Valerio – Enel – Aplicativo de Mobilidade Multi-Modal Compartilhado – Aplicativo Mobicity

“Tudo começou de um colega que veio a reclamar da condição de ter um veículo parado no pátio e ele ter que pagar um alto custo de deslocamento com táxi. A partir desse momento, muita coisa começou a aparecer de ideias, principalmente com uma política muito clara em termos de utilização das ferramentas que tínhamos. A gente acaba desperdiçando muito recurso e isso tudo foi gerando grandes possibilidades, uma atrás da outra.”

Segundo colocado: Paulo Scaranello – Robert Bosch Ltda. – Aplicação de Metodologia Híbrida para Projetos de Melhoria dos Ambientes de Trabalho

Terceiro colocado: Fernando Buniotti – Hospital Albert Einstein – Jeito Índigo de Ser

 

CATEGORIA: Gerenciamento, operação, manutenção e utilidades

Vencedor: Gustavo Nascimento – Temon – Realidade Aumentada RA – Aplicada nas Operações Prediais

“Para a motivação do projeto existem alguns pilares. Principalmente a parte de treinamento e capacitação de pessoas. A gente enxergou ao longo dos anos na operação essa deficiência, que às vezes a gente encontra no treinamento e capacitação dos nossos colaboradores em campo. Então, vem trazer inovação para o mundo da manutenção e operação de edifícios, a gente enxergou essas necessidades e oportunidades de aplicar a realidade aumentada.”

Segundo colocado: Daniel Penna – Engepred – Maintenance Workspace: An engagement-driven design

Terceiro colocado: Graziela Duran – Spartan do Brasil – Gerenciamento – Novo coronavírus (COVID-19)

 

CATEGORIA: Responsabilidade Social e Sustentabilidade

Vencedor: Sergio Athie – Athie Wonhrath – Fomentando o senso de responsabilidade social na cadeia produtiva da corporação

“Nós na Athie Wonhrath, há algum tempo, já participávamos de algumas ações sociais, mas não focadas. A gente contribuía sempre com várias entidades, mas com uma contribuição financeira do que mãos na massa. Então, decidimos com nosso grupo de diretores por fazer uma ação e procurar alguma entidade em que a gente pudesse estar mais presente e realmente participar junto com eles. Fizemos uma pesquisa ampla e optamos pela ONG Alquimia, que fica localizada na Avenida Roberto Marinho. São mais de 300 crianças em situação de vulnerabilidade social.”

Segundo colocado: Rodolfo Moreira Costa – Enel – Construções Sustentáveis – Certificação AQUA-HQE no Centro de Excelência Operacional da Enel RJ

Terceiro colocado: Marina Caprini – Robert Bosch Ltda. – Kinderhaus Campinas

 

CATEGORIA: Tecnologias

Vencedor: Bruno Eduardo Medina – Robert Bosch Ltda. – IoT para Aparelhos de Ar-Condicionado: Uma solução para a gestão centralizada de múltiplos equipamentos

“O projeto nasce dentro do departamento de Facilities. É um desenvolvimento interno da Bosch, um projeto que já tem dois anos de amadurecimento e a gente chegou a uma versão de hardware que atende a todas as nossas necessidades ao longo desse tempo de desenvolvimento. A gente foi coletando pontos de melhoria e hoje a gente consegue automatizar o controle e o gerenciamento de qualquer aparelho de ar-condicionado, de qualquer modelo e fabricante.”

Segundo colocado: Jackson Oliveira Viana – Enel – Gestão de serviços através de novas tecnologias – Software de limpeza e manutenção predial

Terceiro colocado: Leonardo Jesus – EQS Engenharia – Inovação – Tecnologia e a Prestação de Serviços

 

CATEGORIA: Space Planning

Vencedor: Sergio Athie – Athie Wonhrath – Colégio São Luís Jesuítas – A educação do futuro, hoje

“Esse projeto para nós é muito especial. Nós entramos muito fortes no setor de educação e o Colégio São Luís estava em um esquema muito tradicional e eles nos convidaram para um concurso de ideias. Eles compraram um terreno incrível ao lado do Parque do Ibirapuera e nós fizemos realmente uma transformação enorme no colégio, na forma de ensinar e na metodologia de ensino.”

Segundo colocado: Marcelo Caus Sicoli – Gestão criativa de estacionamentos rotativos

Terceiro colocado: Daniel Dantello – Robert Bosch Ltda. – Refeitório Industrial: Novo Conceito na Planta Campinas

Por Jéssica Marques/Foco21 Comunicação