Construído na década de 1970, o CENESP – Centro Empresarial de São Paulo inicia modernização das fachadas.

 

Alvino José de Oliveira, CENESP e Ioannis Saliveros Neto, vice-presidente da Concrejato.

Após intenso trabalho desenvolvido pela equipe de Engenharia do CENESP, liderada pelo Eng.º Marcos Maran, da realização de incontáveis reuniões e inúmeros estudos, começam, neste mês de setembro, as obras de modernização das fachadas dessa grande referência histórica da arquitetura corporativa.


Construído há mais de 30 anos, o Centro Empresarial de São Paulo tem sete torres, abriga 67 grandes empresas, centro de eventos, shopping, agências bancárias e estrutura de serviços diversos. Embora já tenha nascido moderno, o desafio é sempre mantê-lo competitivo no mercado imobiliário, de acordo com a avaliação de Alvino José de Oliveira, diretor de Ativos e Serviços das Organizações Sol Panamby, responsável pela administração do complexo.


 

Jair Dias, Fábio Socci e Marcos Maran.

Há muito tempo sonhávamos com esse projeto e, de alguns anos para cá, começamos a formatá-lo com nossa equipe interna e, depois, com a parceria da Loeb-Capote. Então, em dezembro de 2012, levamos para assembleia e, em abril de 2013, conseguimos aprová-lo junto aos proprietários”, contou Alvino, durante almoço realizado no próprio CENESP, no último dia 1º de setembro. A ocasião marcou a assinatura do contrato para execução da obra e reuniu representantes da equipe interna, do escritório de arquitetura Loeb-Capote e da Concrejato, vencedora da licitação e responsável pela realização do trabalho.


Para Alvino, uma etapa importante e difícil foi a estruturação do projeto e seu fornecimento. “O talento e competência da equipe do Maran, com Jair Dias (Gerente Financeiro) e o Fábio Socci (Chefe de Obras), foram demonstrados mais do que nunca ao equalizar os valores aos que tínhamos aprovado”, avaliou.


Com estimativa de conclusão em 15 meses, o grande desafio para a equipe da Concrejato é que a obra foi projetada para ser executada com os edifícios em funcionamento normal e de modo a evitar incômodos aos ocupantes e usuários. Já para Alvino, a execução da obra cumpre mais uma etapa do desafio constante de manter a imagem do Centro Empresarial de São Paulo sempre contemporânea e consolidada, podendo oferecer o melhor ambiente de trabalho e de convivência para seus ocupantes, clientes e visitantes.


 

Projeto nova fachada CENESP.

FM Now conversou com o gerente do Departamento de Manutenção, Operação de Utilidades e Obras do CENESP, engenheiro Marcos Maran – atual presidente da ABRAFAC – para saber mais detalhes dessa grande obra. Segundo ele, de forma geral, será implantada fachada unitizada com modernos vidros de baixa transmissão de calor. “Além de um visual mais bonito, a nova fachada levará a uma menor perda de ar condicionado que, junto com o novo vidro de alto desempenho, permitirá aumentar a eficiência do sistema, diminuindo o custo de operação. Por outro lado, a substituição dos acabamentos das superfícies não envidraçadas visa aumentar a vida útil e minimizar custos de manutenção”, informou.