Perfil ABRAFAC: Irimar Palombo, presidente e sócia-fundadora 

À frente da associação na gestão 2021-2023, a profissional detalha perspectivas para as áreas de Facility Management, Property e Workplace.  

“A situação enfrentada com a pandemia de covid-19 impulsionou o papel estratégico do Facility Management em muitas empresas onde estes profissionais assumiram a liderança da crise. Estes profissionais não pararam e garantiram o ambiente seguro para que os demais profissionais pudessem desenvolver seus trabalhos, mantendo as empresas operando e produzindo”.

A avaliação é feita pela presidente da Associação Brasileira de Facility Management, Property e Workplace – ABRAFAC, Irimar Palombo. A entrevista integra a série Perfil ABRAFAC 2ª edição, que teve início em 2020 com o objetivo de homenagear os membros que fazem parte da história de sucesso da associação e que se destacam no setor.

À frente da ABRAFAC na gestão 2021-2023, Irimar Palombo detalhou as perspectivas para as áreas de Facility Management, Property e Workplace. A presidente ressaltou ainda que a ABRAFAC vai manter o calendário de eventos neste ano.

Entre as principais atividades está o Congresso ABRAFAC, que reunirá online, em agosto, os principais destaques do setor em discussões ao vivo, com transmissão para todo o mundo por meio dos canais oficiais da entidade.

Carreira 

Irimar Palombo é Engenheira Civil formada pela Unesp, com especialização em Administração Financeira pela FGV e MBA em Gerenciamento de Facilidades pela USP. Possui sete Prêmios ABRAFAC Melhores do Ano e concorreu por três anos consecutivos ao Global FM.

“Em 2019, fui surpreendida ao ser escolhida Mulher de Destaque na área de Facility, promovido pelo Grupo Mulheres de Facility; foi um momento muito feliz da minha carreira, ser reconhecida por outras profissionais que me viram como exemplo. Emocionante e inesperado, me levou para o Grupo de Mulheres e me deu mais confiança no meu protagonismo na área”, relembra.

Ao longo de sua carreira, Irimar implantou a área de Qualidade em uma indústria metalúrgica que produz cardans agrícolas no interior e trabalhou como engenheira em uma construtora em Catanduva.

“Comecei na área de Facility Management no ano 2000 no SESC de Catanduva, cuidando de toda a infraestrutura da Unidade: manutenção predial, segurança, limpeza, montagem de eventos, tratamento de água de piscinas. Me apaixonei pela área e pela possibilidade de ser engenheira em um prédio em funcionamento, com a vida pulsando e muita coisa cultural acontecendo, em 10 meses me convidaram para vir trabalhar no SESC Pompéia e depois Vila Mariana, coordenei a montagem de eventos expressivos lembrando alguns: The Overexcited Body, Mostra Mediterrâneo de Artes, várias Bienais do Livro. Essa efervescência cultural das Unidades do SESC sempre me encantou. Depois fui convidada a coordenar toda a área no estado de São Paulo”, conta.

“Como havia pouco material técnico sobre FM, eu e minha equipe sempre precisamos estudar e desenvolver material técnico, quando a ABRAFAC lançou o Prêmio Melhores do Ano, foi muito estimulante, juntamente com a minha equipe inscrevemos trabalhos e ganhamos prêmios por sete anos o Prêmio ABRAFAC Melhores do Ano e concorremos três vezes ao prêmio Global FM”, detalha Irimar.

Confira a entrevista, na íntegra: 

Portal ABRAFAC – Que desafios e aprendizados foram trazidos para o setor com a pandemia de covid-19? 

Irimar Palombo – A situação enfrentada com a pandemia de covid-19 impulsionou o papel estratégico do Facility Management em muitas empresas onde estes profissionais assumiram a liderança da crise. Estes profissionais não pararam e garantiram o ambiente seguro para que os demais profissionais pudessem desenvolver seus trabalhos, mantendo as empresas operando e produzindo.

As ações dos profissionais e empresas se baseavam em informações, que mudavam diariamente e que seguiam indicações do poder público sanitário, mas não podendo se restringir a elas, tendo o desafio de ir além, com a obrigação de identificar demandas por ações de segurança específicas do próprio negócio, tudo isso mostrou a importância da área.

Avaliando em retrospecto, um dos maiores aprendizados foi observar que o trabalho de qualidade técnica, seja em Hard ou Soft Services, foi a base segura em meio ao caos. Um exemplo bem prático são os sistemas de ar-condicionado, que por natureza poderiam ser um dos vilões da disseminação do vírus, porém, se bem projetados e com Plano de Manutenção, Operação e Controle – PMOC em dia, garantiram a segurança na operação.

O mesmo valeu para outros sistemas prediais e para os serviços de limpeza em especial. Houve uma grande evolução e adaptação às novas recomendações. Este setor se mostrou pujante e atualizado.

Neste sentido, é importante destacar que associações tiveram um papel preponderante para divulgar melhores práticas. Especificamente para sistemas de climatização e limpeza, contamos com a Associação Brasileira de Refrigeração, Ar-Condicionado, Ventilação e Aquecimento – ABRAVA e a ABRALIMP, associações bem estruturadas que divulgaram orientações para o mercado.

Portal ABRAFAC – Como foi possível manter a resiliência para superar os desafios enfrentados por estes setores? 

Irimar Palombo – Admitir o desconhecimento do cenário, manter-se informado e buscar soluções foi a rotina enfrentada por todos durante o período. Assim, o FM, cuja responsabilidade abrange não apenas seu próprio bem-estar, mas o de todos os profissionais da empresa, precisou ser ainda mais flexível e trabalhar com foco muito forte na informação técnica e na precisão das poucas ações que podiam ser controladas.

Outro grande apoio foi a troca de experiências entre os profissionais e o apoio da tecnologia. A quantidade de webinares que aconteceram dá uma noção disso, a ABRAFAC mesmo teve vários eventos online no período.

Portal ABRAFAC – Quais são as principais ações da ABRAFAC previstas para 2021? 

Irimar Palombo – Em julho de 2020, a ABRAFAC aprovou um novo estatuto e com isso algumas alterações na forma de participação da Diretoria Executiva (DE) e Conselho Deliberativo (CD), este último substituído pela Conselho de Administração (CA). A alteração é citada porque a partir deste mandato o plano de trabalho será elaborado em conjunto entre o Conselho de Administração e a Diretoria Executiva e valerá para o período de 5 anos, sendo revisado anualmente. Este plano orientará as ações da Diretoria Executiva.

Vamos colocar o associado no centro das decisões e privilegiar as demandas do profissional, essa é a pauta para definir ações, temos alguns pilares para as ações:

– Trabalhar na obtenção da CBO – Classificação Brasileira de Ocupação;

– Desenvolver um Programa de Certificação Profissional;

– Formação de câmaras técnicas;

– Especial atenção ao quadro associativo.

Também vamos manter o calendário de eventos da ABRAFAC, com nosso Congresso & EXPO acontecendo no período de 17 a 19 de agosto na EXPO São Paulo, esse ano em uma parceria inédita com a ABRALIMP será o maior evento da américa na área de FM, Property, Workplace e Limpeza Profissional.

Portal ABRAFAC – Quais serão os principais temas na pauta da associação ao longo dos debates e atividades do ano? 

Irimar Palombo – O desenvolvimento do profissional será nossa pauta principal, com a sustentabilidade e diversidade apoiando nossas ações.

Portal ABRAFAC – Que avanços são necessários para o setor de Facility Management, Property e Workplace neste ano? 

Irimar Palombo – O avanço para o setor depende de dois marcos: um deles é a Classificação Brasileira de Ocupação – CBO, documento que classifica e reconhece as ocupações do mercado brasileiro, é o mais urgente, pois, ela servirá como base para a estruturação da carreira tanto no setor público quanto privado, e para a ocupação de vagas.

O segundo marco é ter um Programa de Certificação do Profissional, sendo nossa área bem democrática quanto à formação profissional. A certificação chancela o profissional como detentor do conhecimento necessário para exercer a profissão e se compromete com o autoaperfeiçoamento.

Portal ABRAFAC – Como a associação vai atuar para garantir estes avanços? 

Irimar Palombo – A criação da Diretoria de Certificação, recém-aprovada pelo Conselho de Administração, tem à frente a executiva Márcia Ferrari, que possui experiência comprovada em certificação profissional. Compondo a equipe, também está a engenheira Regina Umetsu, com larga experiência em hard services.

O resultado do trabalho da equipe serão propostas, modelos e formas de implantar um sistema de certificação. Da mesma forma, deve ser criada a diretoria que definirá caminhos para alcançarmos nosso código no CBO.

Portal ABRAFAC – Quais são as expectativas da ABRAFAC com relação à normatização do setor para este ano? 

Irimar Palombo – A norma traduzida e recém-lançada no Brasil, NBR ISO 41.001/2020 – Facility Management, foi um marco na profissionalização da área, pois coloca os profissionais e o mercado brasileiro em sincronia de padrões técnicos e de gestão, com os demais países em que a profissionalização do FM é consolidada como Inglaterra, Estados Unidos e outros.

Portal ABRAFAC – Qual a perspectiva para a realização do Congresso & Expo ABRAFAC 2021 e da Higiexpo 2021 em parceria com a ABRALIMP? 

Irimar Palombo – A expectativa é das maiores e melhores. Ambas são associações irmãs desde a fundação da ABRAFAC, que sempre teve um relacionamento muito estreito com a ABRALIMP. Recebemos sempre todo apoio que uma associação que inicia suas atividades precisa ter. A sinergia sempre foi muito boa e participamos de diversos eventos, atividades e tivemos sempre muita interação.

O congresso e feira vêm coroar este relacionamento e representam para a ABRAFAC uma mudança de patamar, nos coloca definitivamente na agenda e circuito das grandes feiras e congressos.

Nesta feira, estarão presentes os melhores players do mercado e no congresso teremos uma série de palestras que certamente trarão o nosso profissional para um nível diferenciado.

Participar de um evento como este representa a oportunidade única de estar fazendo parte de algo que representará um diferencial, um momento de adquirir conhecimento e ampliar o networking.

Portal ABRAFAC – Como a ABRAFAC está se estruturando para realizar o evento, considerando a pandemia de covid-19? 

Irimar Palombo – Foi montado um Comitê do Congresso que direciona grupos de trabalho em três grandes frentes:

– Curadoria do Congresso – definição de conteúdo e palestrantes;

– Infraestrutura – montagem do evento com seus estandes, cadastramentos, auditórios e todos os protocolos necessários, desde a quantidade de público permitida no espaço, largura de corredores, procedimentos na recepção e limpeza dos espaços;

– Congresso virtual – montagem do congresso on-line que acompanhará o evento físico, levando o congresso para os locais em que nossos profissionais que não podem vir até São Paulo estão.

Portal ABRAFAC – Que outros frutos vão surgir a partir da parceria entre essas associações? 

Irimar Palombo – Esperamos no futuro aumentar a sinergia e mostrar ao mercado que juntos somos maiores e que o fluxo de conhecimento e interações trará ganhos inestimáveis ao mercado.

Portal ABRAFAC – Em sua visão, qual a importância das mulheres nos setores de Facility Management, Property e Workplace? 

Irimar Palombo – É importante que haja diversidade no ambiente profissional. Diferentes características e vivências enriquecem o cenário e não me refiro apenas à diferença de gênero, mas também diferença de gerações, de etnias, de regiões de origem.

Se acolhidas, as diferenças tornam o time mais forte e permitem maior empatia com o cliente final que é nosso associado e a comunidade de profissionais. As mulheres representam mais de 50% da população brasileira e assumem essa dimensão no universo profissional.

Portal ABRAFAC – De que forma a ABRAFAC pretende contribuir para aumentar a participação e a valorização das mulheres nestas áreas? 

Irimar Palombo – A ABRAFAC sempre contribuiu para a participação das mulheres promovendo um ambiente de respeito e acolhimento entre os membros associados, Conselho e Diretoria; sendo a última eleição uma prova disso, nossa diretoria executiva ter duas mulheres, Presidente Executiva e Diretora Secretaria. Quanto ao Conselho, homens e mulheres estão em equivalência de número de cadeiras. Para além da participação das mulheres, a diversidade sempre foi uma preocupação da ABRAFAC.