fbpx
Prédios Verdes já representam 10% do PIB de Edificações

Estudo realizado pela EY, antiga Ernst & Young, aponta que o valor total dos imóveis que reivindicam certificações de sustentabilidade atingiu R$ 16,6 bilhões no ano passado, ou seja, 10% do total do PIB de Edificações – subdivisão do PIB da Construção Civil – que foi de R$ 163 bilhões no mesmo período e lembra que, em 2010, os prédios “verdes” não ultrapassavam 3% do PIB setorial.


Compreendendo dados sobre a movimentação econômica da construção verde no Brasil, o levantamento evidencia um aumento substancial da participação desses empreendimentos sustentáveis na composição do PIB ao longo dos últimos três anos e demonstra que já atinge diversos segmentos, como escolas, hospitais, estádios etc. Além disso, os fundos imobiliários têm incluído a certificação como exigência para receber investimentos e, portanto, além de colaborar com o meio ambiente e qualidade de vida, mostram vantagens financeiras e atraem cada vez mais adeptos.


Quando os projetos certificados começaram a ser desenvolvidos, as construtoras viam esse tipo de investimento como custo adicional. Hoje, já entendem que o investimento feito a curto prazo pode até ser maior, mas é recuperado na velocidade de venda das unidades ou na eficiência de gestão na fase de Operação do Empreendimento”, analisa Ana Rocha Melhado, diretora da consultoria Proactive e pós-doutora em Projetos e Construção de Bairros Sustentáveis pela USP.

 

Fonte: Guia Construir e Reformar

Fechar Menu
×

Carrinho