fbpx
TAM recebe associados da ABRAFAC, em São Carlos

Fundado no ano passado como mais uma unidade de negócios da holding TAM S.A., o Centro Tecnológico da TAM, conhecido como MRO, recebeu um grupo de associados da ABRAFAC, no último dia 4 de julho, para mais uma visita técnica guiada.

Localizado no interior de São Paulo, no Distrito de Água Vermelha, a cerca de 18 quilômetros de São Carlos, o MRO é destinado à manutenção, reparo e revisão de aeronaves e componentes aeronáuticos de diferentes bandeiras, graças à obtenção de várias certificações.

A área do Centro Tecnológico é de 460 hectares, com aproximadamente 90 mil m2 construídos ao lado do aeroporto. Composto por quatro hangares com capacidade para nove aeronaves simultaneamente e 18 oficinas, tem 1.280 funcionários diretos e 80 indiretos.

Os associados e o diretor de Visitas Técnicas Guiadas da ABRAFAC, Roberto Santiago, foram recepcionados pelo engenheiro Fábio R. Araújo, Coordenador de Administração Predial da TAM, e pela Gerente de Infraestrutura e Serviços do MRO, Andrea Elizabeth Juste, que, antecedendo à visita, fizeram uma apresentação institucional.

Eles informaram ao grupo que a estrutura está dividida na coordenação de duas gestões: uma, de investimentos, chamada de projetos e obras e, outra, de manutenção e serviços. A síntese das duas áreas é o prover e o manter, com equipes que têm, em média, 30 pessoas das mais variadas formações, como jornalista, biológos, engenheiros, administradores, arquitetos etc.

Em termos de Brasil, estamos falando de 55 aeroportos com registro na Infraero e mais 40 de gestão estadual, além das áreas de carga, ou seja, 250 pontos no país, onde é feita a gestão da manutenção predial. Isso corresponde a aproximadamente 10 mil ordens de serviço por ano, mais ou menos mil por mês, entre corretivas e preventivas, e 60 contratos geridos pela administração predial da TAM Linhas Aéreas”, informou o engenheiro Fábio.

Após apresentação do histórico, da planta construída e das atividades das oficinas – inclusive da NDT, para realização de ensaios não destrutíveis –, a gerente Andrea respondeu às perguntas dos participantes, convidando-os para iniciar a visita às instalações, onde, infelizmente, não foi possível fotografar.

Depois do almoço, a programação do dia foi encerrada com a visita ao maior museu particular de aviação do mundo.

Repercussão

Para Roberto Santiago, Diretor da ABRAFAC, as visitas foram criadas para que o FM, além de saber o que os colegas fazem em outras empresas, pudesse verificar in loco o que é realmente realizado e, assim, trocar experiências. “Da minha parte, a visita de hoje atendeu tudo o que pretendíamos, mas quem pode avaliar são os participantes”, disse.

Já fiz várias visitas guiadas da ABRAFAC, pois sou associado desde o início. Acho uma ótima iniciativa, pois abrange de forma ampla o universo do facilities, tirando o profissional do anonimato e mostrando para ele os diferentes casos de manutenção e serviços, como esse da TAM. Aqui, vimos serviços de costureiras, de tapeçaria, que não vivenciamos normalmente. É uma oportunidade excelente para o profissional, pois cada organização tem uma experiência totalmente diferente das outras”, Edson Campione Filho, executivo de FM. 

É a primeira vez que participo e foi mesmo uma oportunidade singular, enriquecedora do ponto de vista profissional e também pessoal”,  avaliou Marcos Roberto, Gerente de Manutenção da Mark Building e Haroldo R. Filho, Gerente Geral de Operações da mesma empresa, complementou: “fomos muito bem recebidos, tanto pela ABRAFAC, quanto pela TAM São Carlos. Gostei muito da exposição dos fatos, da visita à fábrica e ao museu. Essas visitas são muito importantes, pois nos dão a oportunidade de conhecer o modus operandi de administrar, de gerenciar a parte de facilities de outras empresas, já que cada uma tem suas especificidades. Assim, podemos buscar as melhores práticas do mercado para adaptar ao nosso dia a dia”.

Já participei de outras visitas guiadas da ABRAFAC, mas aqui foi outra vivência, uma cultura diferente daquele estresse de São Paulo. Avaliei a organização, a importância que se dá ao trabalho do facilities aqui na TAM e aprendi muito. Valeu muito a pena!”, Marta Kimura, engenheira de Segurança do Trabalho.

Vim do Rio de Janeiro especialmente para essa visita e achei que valeu a pena! Sou profissional de infraestrutura predial e tenho como meta para este ano fazer visitas guiadas, que são muito importantes. Como costumo dizer, os problemas só mudam de endereço e, por isso, essa troca de experiências é muito valiosa dentro da profissão”, Raul Castro, da Vale S.A.

Gostei muito dessa primeira visita que faço pela ABRAFAC. As visitas permitem que possamos ver as coisas funcionando na prática, vivenciar o processo e conhecer pessoas nos locais onde efetivamente trabalham e, assim, podem mostrar as peculiaridades de suas atividades. É muito mais interessante do que assistirmos a uma palestra, porque a visita enriquece muito mais. No caso de hoje, quando vimos as aeronaves, o tamanho de tudo isso, as pessoas que estão envolvidas, a sensibilidade foi muito maior. Por mais bem feita que fosse uma apresentação da TAM, não conseguiríamos ver todo esse movimento para que tudo funcione muito bem, como os turnos, o funcionamento 24 horas, sempre gente chegando e saindo, em um ponto isolado, em que a infraestrutura tem que ser a melhor possível para dar todas as condições necessárias”, Alexandre Sena, Gerente de Suporte Administrativo da Petrobras Distribuidora.

Achei a visita excelente, principalmente porque trabalho na área de viagens. Conhecer a estrutura da TAM foi maravilhoso, pois, até então, meu contato era apenas com os executivos de contas”, Silvia Peres, Gestora de Viagens da Rhodia.

Achei fantástico poder receber o pessoal da ABRAFAC, que é uma associação que não apenas reúne, como também representa toda expectativa do segmento. Toda vez que há uma oportunidade de encontrar pessoas e compartilhar experiências é gratificante. Fico mais feliz por aprender do que por passar informações e sempre estaremos junto
s em próximas oportunidades
”, Fábio Rogério Araújo, Coordenador de Administração Predial da TAM Linhas Aéreas.

Fechar Menu
×

Carrinho