US$ 1,3 trilhão é o que a América Latina precisa investir em energia nos próximos 20 anos

A afirmação foi feita pelo brasileiro Hamilton Moss, que é vice-presidente de Energia do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF), durante apresentação do relatório energético regional feito pelo organismo, destacando que isso exigirá um esforço público e privado conjunto. Para conseguir recursos, se juntarmos todos os bancos multilaterais, não será suficiente, complementou.

O relatório “Energia: uma visão sobre os desafios e oportunidades na América Latina e Caribe” pretende oferecer ao setor público um panorama sobre os desafios que a região enfrentará a curto, médio e longo prazos e contou com a participação de oito organizações regionais.

Além de destacar desequilíbrios energéticos na região, o documento sustenta que ela está muito defasada e precisa avançar em eficiência, desenvolvimento de todas as fontes energéticas, inovação tecnológica e aumentar o acesso, já que a terça parte da população rural da América Latina e Caribe continua sem serviços de eletricidade.

Fonte: Agence France Presse